Como comprar e não se arrepender depois

 Controle financeiro pessoal 

Como comprar e não se arrepender depois?

Você já comprou um produto e depois se arrependeu? Já encontrou no dia seguinte o mesmíssimo artigo por um preço menor? É uma sensação horrível não é?

Quando contamos isto pros amigos eles vêm com o velho clichê “Pesquise antes de comprar”. Mas acontece que fazer pesquisa não é uma atividade muito simples e raramente encontramos instruções, técnicas para realizar esta atividade tão importante nestes tempos de dinheiro curto. Os lojistas também costumam complicar a tarefa oferecendo dezenas de opções de pagamento, com taxas de juros variadas, o que normalmente confunde o consumidor.

Para não se arrepender depois e para garantir que sua pesquisa de preços seja eficaz, tome nota de alguns conselhos úteis:

1º. Pesquise mesmo! A pesquisa de preços é fator de grande economia. Estudo realizado em São Paulo mostrou uma variação de 63% nos preços dos eletrodomésticos à venda nas lojas da cidade. Eu tenho certeza de que comprar qualquer coisa 60% mais barato é um excelente negócio. O que você acha?

2º. Escolha com antecedência a marca e modelo do bem que você quer adquirir. Como você deve saber existem mil preços de geladeira. Você precisa mencionar algo mais específico, como por exemplo: Refrigerador Pólo Norte, modelo Esquimó 3, de 260 litros. Não adianta comparar a geladeirinha Slim com a Duplex que faz gelo instantâneo, concorda?

3º. Exija apenas duas modalidades de preço: à vista e no prazo que você pretende pagar. Por exemplo: peça ao vendedor de todas as lojas para calcular como ficaria o preço à vista no caso de financiar em 12 pagamentos. Pedindo o mesmo prazo de pagamento em todas as lojas que pesquisar, o menor valor de prestação será o menor preço. Independente de qualquer detalhe técnico-financeiro, taxa de juros ou mal humor do gerente.

4º. Use a Internet e o telefone. Economize a famosa sola de sapato pesquisando pelo menos 7 lojas sem sair de casa. Mesmo que você não queira comprar pela internet, use-a para pesquisa de preços. Esta dica é especialmente útil para quem não gosta do assédio de vendedores.

5º. Faça da compra um evento. Envolva a família toda. Fale de matemática com os filhos pequenos, de economia com os adolescentes, discuta as opções com o maridão ou a esposa. Comprar significa desfazer-se de recursos que foram ganhos com muito suor. Será que na sua casa todo mundo sabe disto?

Eu chamo esta atividade de ritual de compra: avise a todos a intenção de comprar o bem, peça a opinião de cada um sobre a necessidade ou não da compra, discuta qual o modelo que se encaixa no gosto e no bolso da família, pesquise os preços e só então compre. Isto vai diminuir bastante as chances de comprar um bem pelo preço mais caro e se arrepender depois.
Agora, se você quiser fazer tudo isto sem um pingo de trabalho, peça para o seu filho adolescente fazer a pesquisa e prometa repassar em dinheiro pra ele, a diferença entre o maior e o menor preço encontrado.

Garanto que ele vai pesquisar até na China comunista.

 


“Esta matéria pode ser publicada gratuitamente em seu site, jornal, revista ou newsletter, desde que citada a fonte: www.organizesuavida.com.br. Se desejar publicar artigos e informações exclusivas entre em contato.”

newsletter

Comentários
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *