Dicas para espantar formigas

Saiba como evitar que estes insetos indesejáveis estraguem a sua casa e o seu jardim.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifNo interior da casa
Para remover ninhos dentro de casa como os das formigas lava-pés joga-se, no caso, uma solução de metade água, metade água sanitária.

Com uma seringa, aplique a mistura nos furos e posteriormente, feche-os com parafina, cimento ou sabão.

O coentro e as pimentas em geral podem ser usados dentro de casa sob a forma de sachês amarrados às plantas.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifCantos dos armários 
A sugestão é distribuir punhados de cravo-da-índia, folhas de louro, cascas de limão ou de tangerina, que possuem óleos essenciais repelentes, embalados em gaze ou tule.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifDentro do açucareiro
  Pode-se colocar um sachê feito com gaze e cravo-da-índia. É necessário fazer a troca a cada duas semanas, para que o cheiro não se dissipe.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifEm hortas
  O plantio de folhas repelentes, principalmente cebolinha verde, menta, lavanda, manjerona, alho, coentro e losna em todo o contorno, costuma ser bem eficaz.

 Sementes de gergelim espalhadas no canteiro ou no caminho das formigas também costuma dar bons resultados.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifEm arbustos e árvores
 Amasse bem algumas pimentas vermelhas, até fazer um suco grosso. Molhe um pano neste suco e amarre em volta do caule da planta ou pincele o tronco.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifNo canteiro de flores
 Borrife suco de limão na entrada do formigueiro.
 

 


"Esta matéria pode ser publicada gratuitamente em seu site, jornal, revista ou newsletter, desde que citada a fonte: www.organizesuavida.com.br. Se desejar publicar artigos e informações exclusivas entre em contato."

newsletter

Como conservar seu jardim

Para plantar um jardim é necessário prestar atenção em algumas características das plantas escolhidas e do espaço disponível. E para mantê-lo sempre bonito e vistoso, suas plantas vão necessitar de alguns cuidados especiais, mas nada impossível de fazer, com um pouco de organização.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifAo escolher as plantas, considere:
* Ambiente x características das plantas: luminosidade, ventilação, odores, espaço.
* Facilidade de manutenção.
* Custo e resistência das plantas e flores.
* Seu tempo disponível para cuidados.
* Finalidade do jardim: meramente decorativo; harmonização de ambientes; terapêutico; medicinal; hobby ocupacional; etc.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifPara melhorar a qualidade do solo:
* Remexa a terra para deixá-la fofa. Enquanto estiver fazendo isto, misture adubo orgânico.
* Retire todas as impurezas: ervas daninhas, raízes mortas, torrões de terra seca.
* Use uma receita básica: misture uma porção de areia, com uma porção de terra e uma porção de terra vegetal. Para cada 5 litros de mistura básica, acrescente: 1 colher de sobremesa de farinha de ossos, uma colher de sobremesa de farinha de peixe e uma colher de sobremesa de nitrato de potássio. Adicione a mistura a sua terra e mexa bastante. Para corrigir ainda mais o solo, acrescente areia em solos argilosos e compactos ou terra em solos arenosos.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifPlantio
* Para plantar as mudas, faça um buraco de bom tamanho, retire o plástico da muda e coloque o torrão dentro do buraco. Coloque aquela mistura básica em torno do torrão.
* Para plantas com caules finos e altos, coloque um bambu ou um cabo de vassoura para apoiar a planta. Amarre delicadamente a planta ao bambu (estaqueamento).

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifRega
* Para regar suas plantas, dê preferência para as primeiras horas do dia. Evite molhá-las quando o sol estiver forte. Para jardins e canteiros use mangueiras com irrigadores de pressão.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifPoda
* Sempre retire as folhas secas e doentes, com uma tesoura de poda. Deixe as flores murchas, pois elas viram frutos.
* Combata as pragas utilizando pulverizadores defensivos vendidos nas casas do ramo.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gifPlantas em vasos
* Quando as raízes atingem um tamanho muito grande para o vaso que estão ocupando, você tem que mudar a planta para um vaso maior. Solte-a do vaso antigo com a ajuda de uma pá. Segure firme o caule e bata com a vaso na beirada de uma mesa para que o torrão se solte.
* Para vasos com plantas com caule regue por cima com um regador fino até que a água saia pelo furo da drenagem do vaso.
* Para vasos com plantas que cubram toda a superfície do vaso, encha de água o prato que fica sob o vaso.

 


"Esta matéria pode ser publicada gratuitamente em seu site, jornal, revista ou newsletter, desde que citada a fonte: www.organizesuavida.com.br. Se desejar publicar artigos e informações exclusivas entre em contato."

newsletter

Como definir a periodicidade da rega de suas plantas

A falta ou excesso de água é um dos principais problemas de manutenção dos jardins domésticos. Uma das melhores maneiras de saber quantas vezes durante a semana deverão ser regadas as plantas é a observação diária.

Não é possível generalizar a quantidade de regas, pois cada espécie tem uma necessidade diferente das demais.

Além disso, cada localização corresponde uma exigência de umidade maior ou menor. Podemos apenas elucidar quais os sinais evidentes de falta ou excesso de água, que são os seguintes:

 

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gif Falta de água
1. Folhas murchas.
2. Terra ressecada 5 cm abaixo da superfície.
3. Vasos ressecados com pontos esbranquiçados.
4. Folhas sem brilho.
5. Folhas enroladas.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagens1/top-espaco.gif Excesso de água
1. Pontas de folhas e brotações queimadas.
2. Superfície da terra nos vasos brilhando.
3. Paredes dos vasos com excessiva formação de limosidade.
4. Talos enrugados e sem brilho.
5. Queda de folhas verdes.

Plantas de folhas peludas (violetas, begônias etc.) devem ser molhadas apenas através da terra sem que seja atingida a folhagem.

As avencas, samambaias, shefleras etc. deverão ser molhadas a partir das folhas, com pulverizador, até a terra dos vasos com uso de regador.

Não recomendamos o método de regar as plantas através da colocação de água apenas nos pratos dos vasos, pois nem sempre ocorre uma absorção satisfatória da umidade pelas raízes.

 


"Esta matéria pode ser publicada gratuitamente em seu site, jornal, revista ou newsletter, desde que citada a fonte: www.organizesuavida.com.br. Se desejar publicar artigos e informações exclusivas entre em contato."

newsletter

Como planejar o plantio do seu jardim

Se você gosta de plantas, o gramado, jardim ou horta de sua casa deve lhe proporcionar horas de prazer.

A idéia da grama verde, de flores perfumadas e coloridas ou de legumes fresquinhos esperando para serem saboreados certamente lhe traz uma sensação de conforto e satisfação. Mas para extrair da terra seus melhores resultados, é necessário ter pelo menos algum tipo de planejamento.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagemens1/top-espaco.gifPesquise o que plantar
Faça uma lista das plantas que desejaria ver no local e determine quais delas formam combinações harmoniosas quando colocadas lado a lado. Depois de decidir o que precisa, descubra aonde pode adquirir as mudas e sementes pelos melhores preços.

Plantas úteis: Quando estiver escolhendo o que plantar em seu jardim, gramado ou horta, lembre-se que existem algumas plantas capazes de repelir insetos e vermes de si mesmas e das plantas vizinhas. Por esse motivo, podem ser dispostas ao redor do canteiro, de modo que protejam toda a plantação. Entre essas espécies, estão a Mamona, Urtiga, Sálvia, Manjericão, Alfazema, Arruda e a Citronela.

Além disso, existem as plantas que funcionam como bio-estimulantes. É o caso das cebolas, que se plantadas ao lado de roseiras contribuem para que as rosas desabrochem com um perfume mais acentuado.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagemens1/top-espaco.gif Planeje o plantio ainda no inverno
Primeiramente meça e faça um esboço de seu jardim, gramado ou horta durante o inverno, assim, quando a primavera chegar já estará tudo pronto.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagemens1/top-espaco.gif Finalize o plantio até o início da primavera
Nessa época, há melhores condições de germinação e desenvolvimento para as plantas.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagemens1/top-espaco.gif Planeje um acompanhamento semanal
Essa manutenção periódica evita danos e preocupações maiores, por prevenir que a proliferação de ervas daninhas fuja ao seu controle.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagemens1/top-espaco.gif Registre todas as informações
Anote todas as tarefas em um calendário, e mantenha-o sempre a vista, para não se esquecer de limpar, adubar, molhar e podar.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagemens1/top-espaco.gifCuide bem de suas ferramentas e instrumentos
O uso constante de instrumentos de aço pode ser a melhor maneira de mantê-los sempre novos, já que o atrito com a terra desgasta a camada enferrujada e oxidada. Após o uso, limpe e lubrifique as ferramentas com óleo de máquina, sem deixar que o produto atinja a lâmina de itens como a tesoura, por exemplo.

* Proteja-os: É importante protegê-las da umidade e do calor excessivo. Os cabos de madeira devem estar sempre envernizados ou pintados com tinta a óleo para não apodrecerem.
* Atualize-se: Não perca seu tempo com ferramentas velhas, enferrujadas e antigas, que ao invés de ajudar no trabalho acabam te atrapalhando. Freqüente feiras de jardinagem para se manter a par das novidades e adquirir ferramentas que facilitem a manutenção do seu espaço.

* Guarde-os: Mantenha todos os seus instrumentos de jardinagem organizados numa caixa, do tipo para ferramentas, para que possa sempre achá-los quando precisar.

http://www.organizesuavida.com.br/shop/imagemens1/top-espaco.gifDica
Se o seu orçamento permitir, outra opção é adquirir equipamentos como um cortador de grama e um pulverizador de água automáticos, ou mesmo contratar um profissional que execute alguns serviços de jardinagem.

 


"Esta matéria pode ser publicada gratuitamente em seu site, jornal, revista ou newsletter, desde que citada a fonte: www.organizesuavida.com.br. Se desejar publicar artigos e informações exclusivas entre em contato."

newsletter

Dicas de manutenção das ferramentas de jardim

 A melhor maneira de conservar suas ferramentas de jardinagem sempre novas é usá-las constantemente: no caso de instrumentos de aço, por exemplo, o atrito com a terra desgasta a camada de ferrugem e oxidação, tornando menor a probabilidade de as peças estragarem.

Depois que cada uso e cada uso das ferramentas, as limpam sempre antes de armazenar; porque o solo faz com que as lâminas e as peças do ferro oxidem;

Use o óleo de linhaça para manter os punhos como remove os pontos e as lascas ásperos e nutre a madeira;

É importante manter os equipamentos limpos, longe da umidade e protegidos contra a ação do tempo (chuva e sol);

Muitas ferramentas, como o ancinho, a vassoura para grama, o garfo de jardim para afofar a terra e as enxadas, podem ter cabo de madeira. Lembre-se de que a madeira não deve ser molhada e conserve-a envernizada ou pintada com tinta a óleo, para não pegar umidade nem apodrecer;

Peças em inox com cabos plásticos, como colher para escavar a terra ou pancinho (uma peça que combina pá e ancinho), podem ser lavadas normalmente, com água e sabão;

Equipamentos em aço devem ser limpos e lubrificados com óleo de máquina, após o uso. Dessa forma, são conservadas as tesouras para grama e poda, a pá compacta, a enxadinha;

Ferramentas mais antigas duram muito tempo quando recebem uma leve camada de verniz, após serem lixadas. Evite, no entanto, que o verniz atinja seu corte. 

Assista o vídeo e veja mais dicas: http://www.youtube.com/watchv=N3WCxsQFJNE

Quer saber mais sobre este assunto Leia nosso e-book: Como organizar a rotina doméstica

Esta matéria pode ser publicada gratuitamente em seu site, jornal, revista ou newsletter, desde que citada a fonte: www.organizesuavida.com.br. Se desejar publicar artigos e informações exclusivas entre em contato.

newsletter

Dicas para comprar suas ferramentas básicas de jardinagem

A seleção de ferramentas de jardim depende na maior parte do tipo de jardim que você trabalha, do solo e da vegetação próxima. Aqui vai uma lista de ferramentas de jardinagem básicas para você criar um lindo jardim em sua casa:

1. para transplantar: estreita ou larga, esta é essencial para semear e transplantar de tudo um pouco. As mais resistentes são confeccionadas em aço e as mais leves em alumínio, enquanto os cabos são esculpidos em madeira ou plástico fácil de manusear. As mais sólidas são aquelas cuja e pega compõem uma única peça. A mais estreita é a ideal para as zonas mais apertadas do jardim, reduzindo, em simultâneo, o risco de danificar as plantas que se encontram nas proximidades. Em adição, é mais adequado para fazer furos profundos, de forma a acondicionar melhor todas as raízes, do que a para transplantar tradicional

2. Plantador cônico de bolbos: esta é uma excelente ferramenta de jardinagem uma vez que permite a formação de buracos perfeitos para plantar.

3. Enxertador: comprido e estreito, este utensílio tem no nome a sua função, sendo utilizado para enxertar ou retirar parte da haste de uma planta com o intuito de a replantar noutro local.

4. Forquilha: este utensílio de jardinagem é essencial para retirar raízes, dividir plantas que cresceram excessivamente ou para colher vegetais que tenham raízes. As forquilhas em aço inoxidável são as mais resistentes.

5. Sacho: prático para desterrar o solo e afastar erva daninhas, folhas e outras folhagens, ajuda na limpeza em torno de plantas e flores.

6. Escarificador: este utensílio de mão é utilizado para criar bordas simples e limpas entre floreiras e relva, perfeito para dar aqueles últimos retoques no solo.

7. Tesouras de podar: para flores e para árvores, necessita de pelo menos uma de cada para remover folhas e flores secas, para aparar arbustos e árvores e, claro, para apanhar flores e exibir num bonito vaso dentro de casa.

8. Tesouras corta-relva: estas tesouras revelam-se extremamente práticas para aparar a relva em zonas aonde a máquina de cortar não chega.

9. Arame plastificado: um aliado eficaz para prender folhas, hastes e galhos que parecem não querer manter-se erguidos, ajudando ainda a orientar a direção de plantas e arbustos.

10. Regador: seja em plástico, latão ou cobre, um regador é essencial para regar plantas de forma individual ou para a aplicação de fertilizantes. Os mais equilibrados são aqueles que apresentam um bico mais comprido.

11. Pulverizador: de menor dimensão, mas igualmente essencial, um pulverizador é perfeito para borrifar folhas de plantas ou zonas específicas da mesma (no caso da aplicação de algum produto), sendo a sua ação spray completamente direcionável uma importante mais-valia.

12. Mangueira: para um jardim muito extenso, uma mangueira é fundamental para facilitar uma rega equilibrada. Adicionalmente, pode optar por mangueiras perfuradas que, colocadas diretamente no chão, permitem que a água entre diretamente para a terra, hidratando de forma suave e contínua as raízes das plantas, ou seja, a zona que mais H2O necessita. Existem ainda muitos jardineiros que optam pela rega por aspersão, existindo vários modelos e sistemas disponíveis.

13. Saco de jardim: para facilitar a limpeza do jardim, nomeadamente a recolha de ervas daninhas, folhas secas ou até mesmo lixo, nada como um saco de jardim em material ultra-leve que é muito fácil de arrastar à medida que a volta ao terreno. Atualmente, existem muitos modelos desdobráveis que praticamente desaparecem na hora de guardá-los.

14. Luvas: um jardineiro precisa das suas mãos, daí a importância das luvas que são uma proteção contra uma série de fatores. quem goste de trabalhar com luvas e quem não consiga experimente as duas formas.

15. Joelheiras: esta invenção veio apoiar os joelhos de jardineiros em todo o mundo, dando-lhes algum conforto quando passam horas ajoelhadas a tratar do jardim.

16. Carrinho de mão: para transportar todos os utensílios de jardinagem nada como um prático carrinho de mão, principalmente quando tiver de carregar sacos de terra ou no final de uma sessão de limpeza do jardim. As suas costas agradecem!

Quer saber mais sobre este assunto Leia nosso e-book: Como organizar a rotina doméstica

Esta matéria pode ser publicada gratuitamente em seu site, jornal, revista ou newsletter, desde que citada a fonte: www.organizesuavida.com.br. Se desejar publicar artigos e informações exclusivas entre em contato.

newsletter